O que seria do Santos FC sem a base?

Nos últimos dias garotos bons de bola da nossa base são considerados culpados devido a fase ruim do Clube. Contudo são eles os culpados de fato? Ou a culpa é de não haver peças pontuais de qualidade para mesclar experiência com o talento dos meninos?

No último Brasileirão (2021), foram gols marcados por um jovem da base que ajudou em vitórias na Vila e fora da Vila. Já pensou se nos últimos jogos de 2021 nosso ataque dependesse apenas de Batistão e companhia? O que seria do Clube sem a base…

Nas redes sociais, torcedores joviais fazem críticas a base com frequência, talvez por esquecerem da história do SFC, ou simplesmente por falta de paciência, inveja.

Desde a fundação do Santos, todos os títulos conquistados tiveram e tem grande participação dos Meninos da Vila. Entre esses meninos tivemos os craques da década de 60, os sensacionais times de 78, 2002, 2010 entre outros.

Além dos títulos, nossa instrutura (patrimônio), e as contas pagas tem participação direta com a venda destes garotos.

Entre 2003 e 2005 por exemplo, o Clube arrecadou mais de 60 milhões de dólares vendendo Diego, Robinho, Elano, Renato, Alex e etc… Sem falar as vendas de 2010 a 2020. O que seria do Santos sem a base?

Não se pode culpabilizar a base por erros de contratação, muitos jogadores meia boca com salários superiores a 200, 300 mil são contratados e não jogam o esperado, sem falar jogadores contratados com salário em dia que nem jogar joga como Lascava, Augusto e etc…

O meninos que retornaram para o sub 20 não jogaram 20% dos minutos que Zanocelo e outros jogadores comuns jogaram. Fico preocupado com o departamento de avaliação. Por que jogadores de empresário X joga mais que jogadores que não tem empresário como o jovem Ivonei ( que não tem empresário). Me preocupa o habilidoso Sandry perder espaço aos poucos, me assusta o talentoso Kayke ser ameaçado por um quase aposentado zagueiro que ganha mais que o dobro de seu salário.

Finalizo relembrando que o finalista SPFC se classificou com gol de garoto da base, relembro que a seleção brasileira está se fortalecendo novamente graças a base. É preciso mesclar base com jogadores experientes bons e não comuns. A não ser que se invista muito $ no futebol profissional como os times que mais ganham títulos atualmente no Brasil.

Professor, escritor, e historiador. Graduado em História (Unisantos), pós graduado em Gestão no Mackenzie (SP), mestrando na PUC ( SP). Conhecido na Vila Belmiro e em estádios do Brasil desde a década de 90, sempre pelo Santosss!!!

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Portal Santos News© 2022.