NÃO BASTA QUERER FAZER! TEM QUE SABER FAZER!

Creio que esse início de trabalho da Diretoria do Santos, requeira algumas considerações pontuais, as quais sendo ignoradas, trarão um prejuízo lastimável a instituição!

O assunto requer algumas reflexões as quais abordarei logo abaixo, mas a verdade é que muitas vezes na nossa vida, queremos realizar algo mas nem sempre querer, significa estar preparado para fazê-lo! Por mais boa vontade que tenhamos, por melhores que sejam as nossas intenções, se não estivermos preparados para encarar o desafio a nossa frente, as chances de insucesso serão enormes!

1) O Presidente Rueda, por quem tenho um enorme respeito, precisa urgentemente rever seus conceitos e pensamentos a respeito do que é Dirigir um clube de futebol. Precisa ter a humildade para reconhecer que errou ao formar um grupo Gestor que pode ser altamente capacitado no que for, mas de futebol, entendem tanto quanto eu, de “Astrofísica”

2) Precisa ter a inteligência, de em não sendo do meio do futebol, buscar trazer para trabalhar ao seu lado, pessoas com experiência no futebol, e principalmente pessoas que tenham a experiência na administração de um clube de futebol. Algo que por mais que o presidente Rueda tenha sido bem-sucedido em sua carreira profissional, seja como empresário ou mesmo Diretor de grandes instituições, nenhuma delas lhe serve de nada, quando o assunto é administrar um clube!

3) Vejo erros que denotam com nitidez e clareza, que o Presidente do Santos está dirigindo o clube, como se estivesse dirigindo sua empresa, e não se deu conta de que no futebol tudo é diferente! Não na parte Contábil, Econômica, nem Financeira, mas sim na Gerencia especifica do futebol.

4) Eu nunca vi por exemplo, clube nenhum realizar uma Seleção de candidatos, através de anúncios na internet ou através de parceria com “Agências de Emprego” E sabe porque? Porque: Profissionais que trabalham em clubes de futebol, não enviam “Curriculum” para serem analisados, para posteriormente serem chamados para um processo de Seleção! Isso não existe! Isso é “Modus Operandi” de Empresas, e não de clubes de futebol. No futebol, o Diretor da área já tem em mãos uma lista com o nome dos principais e melhores profissionais da área específica a qual o clube precisa contratar! Aí você liga para o profissional, o comunica do seu interesse em contrata-lo, e daí em diante, se houver interesse entre ambas as partes, se começa uma negociação visando a contratação! É assim que se procede no futebol. Eu duvido que alguma vez na vida, um Alexandre Mattos, um Dagoberto, um Gustavo Vieira, um Felipe Ximenes, um Edu Gaspar, um Ricardo Gomes, um Rodrigo Caetano e etc.., tenham-se inscrito, em algum processo de Seleção nos clubes que passaram! 

5) O Ideal é um clube de futebol ter dois profissionais ligados diretamente a área específica do Futebol. Um Diretor que fique ligado diretamente a Diretoria e responsável por contratações, e um Gerente de Futebol, que fique ligado diretamente ao dia a dia dos jogadores e suas necessidades, sendo uma ponte direta entre tudo o que se relaciona ao futebol e os anseios e necessidades dos jogadores, e Comissão Técnica!

6) Se um clube de futebol quiser ter sucesso, é preciso entender que se faz necessário haver um equilíbrio! Um clube não pode ser dirigido apenas por quem só entende de números, assim como também não, por quem só entende de futebol.
É preciso que haja uma mescla dos dois perfis de profissional. Quem é de finanças que se atenha a cuidar de finanças! Quem é do futebol, que se atenha apenas ao futebol.
O que não pode, é colocar pessoas em áreas que não são suas!

7) Um rapaz que digo com absoluta certeza, que hoje eu iria buscar para ser o Gerente de Futebol do Santos, seria o ex centroavante David, aquele mesmo que jogou no Santos!
Trata-se de um cara que é do futebol, fala a linguagem do boleiro, e estudou muito para se preparar para exercer essa função! Já acompanhei algumas entrevistas com o David, e seu conhecimento sobre gerenciamento do futebol, me impressionou positivamente!

8) Por fim vou falar de dois profissionais que se eu fosse presidente do Santos, eu jamais abriria mão de tê-los comigo, principalmente neste momento.
Falo diretamente de uma amigo antigo, Luís Taveira, e de um amigo mais recente, Luizinho! Trata-se de dois empresários e agentes de futebol, que muito poderiam contribuir com o Santos, pois os dois têm conhecimento, grande entrada nos maiores clubes do mundo, os dois tem olho clínico para garimpar jogadores, e o mais importante: São conhecidos e confiáveis!

 Resumindo tudo o que eu disse: O Presidente precisa ter a inteligência e humildade, para reconhecer que na questão administrativa e financeira, pode contribuir muito com o clube! Porém precisa buscar ajuda de pessoas que sejam realmente do futebol, para cuidarem do futebol. Se tiver essa inteligência e percepção, terá tudo para realizar uma grande Gestão!

(Crédito: Imagem: Divulgação/Santos FC)

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Portal Santos News© 2021. Todos os Direitos Reservados.