A Marca Santos ainda Seduz?

É bem verdade que o pedido de demissão entregue pelo técnico Ariel Holan, pegou Presidente, Grupo Gestor, Conselheiros e Torcedores, totalmente desprevenidos!
Afinal de contas, técnico e comissão técnica, sabiam muito bem qual era a situação do clube, quando sentaram com a Direção do Santos para negociar sua vinda ao Alvinegro Praiano!

Mas como diz o velho ditado, “Rei Morto Rei Posto” Será?
Pois é! É justamente aí onde mora o Problema! Não foi tarefa das mais fáceis arrumar para o “Posto”, alguém para o lugar do “Rei Morto”
Antes de acertar a contratação do técnico Fernando Diniz, o Santos foi durante alguns jogos, interinamente dirigido pelo Auxiliar Técnico e membro da Comissão Técnica permanente do clube, Marcelo Fernandes.
Desde então, apesar dos vários contatos e nomes ventilados, a verdade é que por incrível que pareça, um clube da história e grandeza do Santos, mundialmente famoso e respeitado lá fora (Exterior), encontrou dificuldades para contratar um novo treinador!

Se treinadores renomados já declinaram de um convite do Santos, (Abel Braga já o fez três vezes), embora educadamente, a verdade é que rejeitaram mesmo a possibilidade de dirigir o time Santista, chegamos ao ponto de ver um treinador como Lisca Doido, tendo recusado uma proposta do Santos, e por duas vezes!
Consta que o Santos mandou uma proposta a Jorge Machado, (Agente do Treinador), que segundo apurado, o atual treinador do América-MG disse “não” novamente ao Peixe.
Alegando estar bem no América Mineiro, clube com o qual tem contrato, Lisca gentilmente agradeceu ao Santos, mas não se seduziu em trocar as serras mineiras pelas praias paulistas!
Com todo o respeito ao América Mineiro, e também ao livre arbítrio de quem quer que seja, poder escolher para onde ir ou ficar, a verdade é que recusar uma oportunidade seja para jogar no Santos, ou ser treinador, já foi algo completamente inimaginável.

Jogar no Santos, treinar o Santos, era algo considerado o ápice na carreira de todo profissional do futebol. Mas porque deixou de ser?

Infelizmente a resposta é clara, e está absurdamente exposta através da própria situação financeira e administrativa do clube! Não esqueçamos que o próprio Ariel Holan ao chegar ao Santos, declarou ter tirado informações sobre o clube com o compatriota Jorge Sampaoli, como também teria entrado em contato com o técnico Cuca!
Portanto fica claro, que não bastasse todas as informações publicadas na imprensa, os profissionais sondados e contatados para virem trabalhar no Santos, também procuram tirar por conta própria, melhores dados sobre o clube!
O Santos também está no mercado em busca de um profissional que possa ocupar o cargo de Executivo de Futebol.

Um dos nomes cotados e discutidos no Santos foi o de Diego Cerri, ex-Bahia. O diretor deixou o clube baiano no fim de 2020.
O Santos também ofereceu o cargo ao ex-jogador Zé Roberto.
A diretoria do clube pensou no nome do ex-atleta, pelo seu histórico no futebol e pelo seu perfil de identificação. Zé Roberto que jogou pelo Santos em 2006 e 2007, não se empolgou com o que lhe foi oferecido, agradeceu o convite mas foi mais um que declinou do convite Santista!
Roque Júnior e Ricardinho, campeões com a seleção brasileira em 2002, foram outros nomes que chegaram a conversar com a diretoria do Santos após o clube ouvir não de William Thomas, Klauss Câmara, e também educadamente recusaram a oferta para o cargo de diretor executivo de futebol.
Atualmente, tanto Ricardinho como Roque Júnior trabalham como comentaristas no SporTV.
Outro profissional que por intermédio de José Renato Quaresma, foi consultado para assumir o cargo,  foi  Alexandre Gallo! A Exemplo dos demais consultados, Gallo recusou o convite, agradeceu ao Santos, mas justificou que no momento deseja seguir trabalhando como treinador.

De todos os nomes sondados ou contatados oficialmente, Alexandre Mattos teria sido o único que até agora, teria através de “Redes Sociais” demonstrado interesse em assumir esse setor.
O dirigente ficou muito famoso após trabalhos de destaques no Cruzeiro e Palmeiras.

Fora do Brasil o Peixe também não está com a imagem muito boa não, e passou a não ser muito bem-visto, principalmente pela forma como se deram as saídas de Jorge Sampaoli, Jesualdo Ferreira e Ariel Holan.
A imagem do Santos lá fora, é a de um clube que é visto como desorganizado, sem estabilidade e em situação financeira ruim!

 É triste mas impossível não dar o braço à torcer, sobre o fato de que gestão após gestão, cometendo erros e equívocos danosos ao clube, levaram o Santos a uma situação de constantes atrasos salariais, processos trabalhistas, dividas e processos por conta de jogadores contratados que não foram pagos a quem os vendeu ao Santos, bloqueios de receitas, sanções impostas pela FIFA e etc.., fatos que hoje, são de conhecimento público, e afastam quem um dia já foi facilmente “Seduzido” a trabalhar no Glorioso Alvinegro de Vila Belmiro!

Fica a pergunta:  “Trabalhar no Santos ainda Seduz?

(Credito de Imagem- Foto Divulgação/Torcida Jovem)

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Portal Santos News© 2022.